terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

UCRÂNIA, MANIFESTANTE PERDIDA NO MEIO DOS PNEUS .


O PANGERMANISMO 

Sou um bafejado pela sorte .
Consigo ver e ouvir coisas que mais ninguém 
consegue .
Vejo a Alemanha a engordar cada vez mais, 
à custa de tudo e todos, com uma voracidade
insaciável, forçando uma viragem vertiginosa
ao interland russófono .

Como a memória dos homens e dos povos é
curta .

Os outros países taralhocos da Europa, fingem
que nada se passa e que tudo vai bem .
O lucro fácil e abjecto tudo paga, tudo corrompe,
em nome de uma falsa ilusão de democracia .
Como aconteceu com o padigmático caso do des-
membramento da Jugoslávia, quando em lisboa se
jurava que o país jamais seria esquartejado .

Foi com grande facilidade e muita cumplicidade
que a Alemanha abocalhou os pequenos países
entre  o Reno e o Danúbio, dando àquele país uma
larga maioria de territórios, sob a égide do Panger-
manismo, em vias de restruturação .

Uma vez criado um vazio artificial, aparece a
extrema voracidade prussiana, e refaz, mais uma 
vez, o mapa da velha nova Europa .
Os polacos, checos, húngaros e ucranianos nada 
aprenderam sobre a História e a Geografia .

A União Europeia está moribunda .

Os seus peõs e valetes, uns estão coniventes com
estas manobras, outros continuam a entorpecidos 
numa gaiola gelatinosa, como que anestesiados,
como de costume .

Talvez venham a acordar,
mas então já será tarde demais .
.

VEM AÍ A PRIMAVERA .


A NAU CATRINETA .


O OLIVAL .


PORTAS, O GRANDE EDUCADOR DAS VIÚVAS ,


SILHUETA 21 .


segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

A MOEDA FORTE .


Salazar foi um grande estadista .
Conseguiu manter a paz e a ordem
em Portugal, eliminou drasticamente
a taxa de desemprego, deixou as contas 
públicas saneadas e legou uma moeda
forte aos vindouros, graças à espantosa
carga tributária . 

Em contrapartida,
a população quase desapareceu :
Uma parte morreu de fome,
outra morreu nas guerras de África,
e o resto emigrou .  

Afinal,
os nossos liberais da treta,
estão a chegar aos mesmos resultados,
mais eficazmente, 
e em muito menos tempo .




PAISAGEM .


REALEZA 8 .


sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

CÉZANNE, CASA NA PROVENÇA .


REALEZA 7 .


VITRAIS 69 .


ANTES E DEPOIS .


SÍRIA, Fev. 2014 .


BRASIL, Fev. 2014 .


REP. CENTRO AFRICANA, Fev.2014 .


Genocídio ?.
Soldado francês ?.
.

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

O RASTILHO DA EUROPA .


OS MANIFESTANTES DE KIEV .


UCRÂNIA, 20 Fev. 2016 - QUEM PEGOU FOGO A KIEV ?.


O JOGO DA CABRA CEGA .


Estranha, estranha, esta maneira de fazer política .
Não falo da política e dos políticos em geral .
Nem sequer pretendo, por agora, abordar em profundidade
os problemas do PS .

Sou socialista, militante do PS .
Socialista, umas vezes mais soft, outras vezes mais 
radicalizado .

Não vou debruçar-me sobre o significado da palavra socialismo.
Isso já foi feito imensas vezes e de todas as maneiras possíveis,
há mais de um século .

O que me intriga e perturba, é a imensa distância entre os prin-
cípios e a praxis a que vimos assisitindo, por parte de sucessi-
vas Direcções, Equipas Directivas, Projectos Políticos, Progra-
mas, Estratégias, Tácticas, Moções, e tudo o mais .

O que me acontece é que, cada vez mais, me afasto e deixo de
estar identificado com o meu Partido, dito Socialista .

Que me perdoe o meu amigo António José Seguro,
pese embora a grave conjuntura que estamos a viver, 
ou especialmente por mó desse facto .

Parece não existir partido nenhum, mas um verdadeiro albergue
português, completamente ineficaz e inconsequente .

Cada dia que passa, o lençol vermelho (rosa) vai-se rasgando
cada vez mais, restando agora um conjunto de trapos, que em
tempos constituía a nossa bandeira .

Como Portugal está diferente,
triste, apático, sem ânimo, descrente, acobardado, anémico,
desiludido, 

Ora o Partido tem que ser energia, força, luta, combate, espe-
rança, solidariedade, coesão, determinação, orientação polí-
tica, um rumo, uma ideia, vontade de vencer, de impôr e de
impôr-se .

Assistimos a um povo envergonhado, cabisbaixo, derrotado à 
partida, culpado, como se tivesse cometido grave pecado ca-
pital, tresmalhado pelas opiniões e dislates proferidos pela gen-
talha que integra a nossa elite, miserável a todos os títulos, que
engorda à custa da desgraça alheia .
.


TORDO DE ARRIBAÇÃO .


REALEZA 6 .


O ELOGIO DA ASNEIRA .


Os escribas de serviço, tão pródigos em manchetes sensacionalistas
quando as notícias agradam aos todo poderosos, são muito parcos, 
quando se trata mesmo de um assunto que interessa ás pessoas em
geral .

Tive que ampliar bastante esta notícia, que foi publicada pelo jornal
Diário de Notícias, para que não passasse completamente desaperce-
bida .

Não entendo como o Governo, a Maioria de Direita e o Presidente da
República, se prestam a este colossal disparate, que não resiste à míni-
ma réstea de inteligência e bom senso .

.